Notícias do Colégio, Concursos e Vestibulares. Sejam todos bem vindos!

Posted by : Marcus Vinicius Cunha de Souza 21 de setembro de 2013

Estudantes das regiões sul e extremo sul do estado a Bahia ganharam mais uma opção para cursar o ensino superior. Nesta sexta-feira (20), foi realizado, com a presença do governador Jaques Wagner, o ato de fundação da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), no município de Itabuna, onde vai funcionar a reitoria e o campus Jorge Amado.

Na ocasião, o reitor pró-tempore, Naomar de Almeida Filho, empossou o Conselho Universitário Matriz, que tem como atribuição assistir ao reitor nas etapas iniciais de implantação da instituição e a missão de elaborar o estatuto e o regimento da nova universidade. 


A UFSB vai atender a um público de nove mil alunos matriculados por ano, chegando 18 mil vagas até 2020. A previsão é iniciar atividades docentes no segundo semestre do próximo ano, com a Aula Magna inaugural ministra em setembro, na sede da reitoria. A plena implantação da nova universidade está prevista para 2020.

Em Itabuna vão funcionar os Centros de Formação em Ciências, Tecnologias e Inovação, em Comunicação e Artes e o Instituto de Humanidades, Artes e Ciências. A UFSB terá mais dois campi, instalados no extremo sul. Em Porto Seguro, o campus Sosígenes Costa vai oferecer Centros de Formação em Ciências Humanas e Sociais, em Ciências Ambientais e o Instituto de Humanidades, Artes e Ciências. Em Teixeira de Freitas, o campus Paulo Freire terá cursos na área da saúde, entre eles, o de medicina, e o instituto de Humanidades, Artes e Ciências.
Bacharelados
A estudante Fernanda Meneses, 20 anos, acredita que uma universidade federal na região vai reduzir a migração dos jovens para outras cidades ou estados. Ela vai prestar vestibular para direito e está se preparando em um cursinho pré-vestibular à noite. Agora, com mais chances de entrar numa faculdade pública, afirma estar se dedicando ainda mais aos estudos.
“Temos aqui uma universidade estadual, mas ficou pequena devido a grande demanda. A região também oferece muitas faculdades privadas, porém prefiro cursar uma federal porque a qualidade do ensino é superior e não preciso pagar por isso. Minha rotina de estudos aumentou bastante e espero conquistar uma das vagas”, enfatizou Fernanda.

De acordo com o reitor Pro-tempore, Naomar Almeida, o ingresso de alunos se dará por intermédio de Bacharelados Interdisciplinares (BI), com acesso via Enem/Sisu ou via rede de Colégios Universitários (Cuni) instalados nos municípios de maior porte da região sul. Para acesso à Rede Cuni, o Enem será usado na seleção de estudantes que tenham cursado todo o ensino médio em escolas públicas, em cada município.

Doze cursos de Bacharelados Interdisciplinares serão oferecidos em quatro grandes áreas de conhecimento (artes, humanidades, saúde, Ciência & Tecnologia), cinco Licenciaturas Interdisciplinares (ciências da natureza, ciências humanas e sociais; matemática, computação e tecnologias; linguagens e códigos; artes), 15 Cursos Superiores Tecnológicos, 30 cursos de graduação profissionalizante, 10 residências, 19 mestrados e nove doutorados.

Impulso
Para o governador Jaques Wagner a nova universidade surge como uma grande oportunidade para os jovens que desejam estudar numa faculdade federal. Ele afirma que a instituição vai dar um grande impulso ao desenvolvimento econômico e social da região. “Essa universidade vem para atender a demanda da região, onde muitos estudantes são obrigados a saírem de suas cidades para fazer um curso fora. Já temos a Universidade Federal do Recôncavo (UFRB), a do Sul, a da Bahia (Ufba) e também teremos a do oeste. Isso demonstra que os governos estadual e federal estão preocupados com a formação dos jovens. Por isso, estamos investindo em cursos superior de qualidade e que deem oportunidade a todos”, ressaltou Wagner.
Instituição vai reestruturar a economia e a área social
Com a implantação da nova universidade, amplia-se a oferta de vagas públicas no nível superior. Os investimentos dos governos federal e estadual no desenvolvimento da região nas áreas de ferrovias e portos para transporte de minérios e agroprodutos, exigem pessoas qualificadas em diversas áreas, principalmente a tecnológica.

Também foram identificadas demandas relacionadas ao desenvolvimento social e humano da região, área que serão atendidos pela universidade, por meio dos cursos na área da saúde, do desenvolvimento ambiental sustentável e das humanidades e artes.

Para o educador Edmundo Dourado, a UFSB é um dos maiores investimentos na região, porque vai reestruturar a economia e a área social do sul e extremo sul da Bahia. “Para ser universidade terá que se envolver com a comunidade. A universidade não significa ficar de portas fechadas ensinando coisas, mas ela é um local onde as pessoas se preocupam com o desenvolvimento regional, realizam pesquisas e projetos com essa finalidade”.
Criação
A lei de criação da nova Universidade do Sul da Bahia foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff, em junho deste ano, quando também ocorreu a criação da Universidade Federal do Oeste da Bahia, que está em processo de implantação.

SECOM

Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

Perfil

Minha foto
Marcus Vinicius Cunha de Souza
Visualizar meu perfil completo

Postagem em destaque

"O Bom filho à casa torna"

Boa noite meus amigos! Depois de mais de seis meses voltei a postar neste blog. Os motivos foram dos mais diversos: casamento, filho, co...

Frases

Poesia do Dia

Total de visualizações

Imagem do Dia

Seguidores Facebook

Seguidores

Seguidores G+

Concursos

Colégio Modelo de Xiquexique. Tecnologia do Blogger.

- Copyright © Colégio Modelo de Xiquexique -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -