Notícias do Colégio, Concursos e Vestibulares. Sejam todos bem vindos!

Abertas as inscrições para vagas remanescentes do FIES

Foi aberto nesta segunda-feira, 22, o prazo de inscrições para as vagas remanescentes da edição deste segundo semestre do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A iniciativa, inédita, visa a preencher 28 mil vagas que não foram ocupadas no processo regular.
Podem concorrer às vagas remanescentes os estudantes que tenham feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média geral mínima de 450 pontos e nota na redação que não seja zero. É necessário comprovar renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos.
Conforme edital publicado na sexta-feira, 19, os prazos variam de acordo com a condição do estudante:
  • De 22 a 28 de agosto — Estudantes não graduados, pré-selecionados no processo seletivo regular do Fies referente ao segundo semestre deste ano, que ainda não tenham firmado o contrato de financiamento.
  • De 26 a 28 de agosto — Estudantes graduados, pré-selecionados no processo seletivo regular do Fies referente ao segundo semestre deste ano, que não tenham firmado o contrato de financiamento.
  • 29 de agosto a 5 de setembro — Estudantes não graduados, inscritos em vaga remanescente, que ainda não estejam matriculados.
  • 2 a 5 de setembro — Estudantes graduados inscritos em curso no qual não estejam matriculados.
  • 29 de agosto a 2 de dezembro — Estudantes não graduados inscritos em vagas remanescentes em curso no qual estejam matriculados.
  • 2 de setembro a 2 de dezembro — Estudantes graduados inscritos em vagas remanescentes de curso no qual estejam matriculados.
As inscrições devem ser feitas no sistema FiesSeleção. Após a inscrição, o candidato deve concluir o processo nos dois dias úteis subsequentes, no Sistema Informatizado do Fies (SisFies). Mais informações pelo telefone 0800-616161.
Edital nº 75/2016, da Secretaria de Educação Superior (Sesu) do Ministério da Educação, que trata do preenchimento das vagas remanescentes do Fies deste segundo semestre, foi publicado no Diário Oficial da União de sexta-feira, 19.
MEC
22 de agosto de 2016
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

IFBA prorroga período de solicitação de isenção da taxa do Processo Seletivo 2017

Instituto Federal da Bahia (IFBA) prorrogou o prazo de pedido de isenção da taxa de inscrição do Processo Seletivo 2017 até o dia 30 de agosto. Antes da alteração os estudantes teriam até o dia 18 para solicitação.
O Processo Seletivo é destinado aos cursos Técnicos Integrados e Subsequentes ao Ensino Médio. Os interessados deverão efetuar as inscrições até dia 15 de setembro no portal de seleção. O valor da taxa é R$ 30,00.
O IFBA está ofertando 3.943 vagas gratuitas para o 1º semestre do ano 2017. As vagas serão distribuídas para os Câmpus de Barreiras, Brumado, Camaçari, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Ilhéus, Irecê, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso, Porto Seguro, Salvador, Santo Amaro, Seabra, Simões Filho, Valença e Vitória da Conquista.
s provas serão aplicadas dia 20 de novembro das 8h às 12h:30. O resultado final será publicado a partir do dia 9 de janeiro. Para obter todas as informações acesse o Edital dos cursos Técnicos Integrados, o Edital dos cursos Técnicos Subsequentes e o portal do IFBA.

InfoEscola
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

Uefs anuncia período de inscrição para vestibular 2017.1 na Bahia

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) inscreve, a partir de sexta-feira (19), para o vestibular 2017.1. São oferecidas 921 vagas distribuídas em 25 cursos, como Direito, Enfermagem, Odontologia e Psicologia.
A inscrição deve ser feita exclusivamente através da internet até as 18h do dia 5 de setembro.O candidato deve preencher o formulário disponibilizado online, imprimir o boleto e pagar na rede bancária a taxa de inscrição no valor de R$ 110 até o dia 6 de setembro. As provas serão aplicadas nos dias 20 e 21 de novembro (domingo e segunda-feira).
Para este vestibular, a Uefs informou que ofereceu 2.500 isenções da taxa, destinadas aos alunos egressos da rede pública de ensino. Oresultado final já está disponível na internet e o candidato contemplado deve verificar se teve a inscrição confirmada.
Vagas
Das 921 vagas ofertadas para o processo seletivo 2017.1, 50 (duas vagas extras por curso) são destinadas aos membros de comunidades indígenas e quilombolas. O Programa de Ações Afirmativas da Uefs prevê, também, que 50% das vagas sejam ocupadas por estudantes que tenham cursado, na rede pública, os três anos do ensino médio e pelo menos dois anos do ensino fundamental (5ª a 8ª série ou 6º ao 9º ano). Desta reserva, 80% das vagas são dirigidas a quem se declarar afrodescendente.

G1
17 de agosto de 2016
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

Redução do orçamento compromete Universidades Federais

A mera manutenção do teto seria insuficiente

O Ministério da Educação encaminhou proposta de orçamento para as Universidades Federais para a elaboração do Projeto da Lei Orçamentária Anual, PLOA2017. Os valores apresentados implicam significativa redução dos limites em comparação com o orçamento de 2016. Os números podem variar de instituição a instituição, mas acarretam diminuição da ordem de 19% do orçamento de custeio, podendo chegar, em certos casos, a 45% de redução em investimento, ou seja, em obras e em recursos de capital.
 Caso se concretize essa redução orçamentária, a rede de ensino superior público federal pode enfrentar uma crise profunda, capaz de ameaçar-lhe a estabilidade administrativa e a qualidade acadêmica. Nossas instituições estarão impossibilitadas de, na proporção exigida por suas atividades fins e suas respectivas dimensões, propiciar a manutenção regular e adequada de sua infraestrutura e das ações de ensino, pesquisa e extensão, manter e aprofundar políticas de inclusão e assistência aos estudantes em situação de vulnerabilidade, garantir as condições de segurança do patrimônio e da comunidade universitária, honrar ou preservar os contratos atuais de prestação de serviços, prosseguir com o investimento necessário em equipamentos, concluir obras paradas ou em andamento, compensar com seu próprio orçamento cortes que estão sendo praticados por outros órgãos federais, a exemplo, recentemente, de bolsas pelo CNPq e do custeio da pós-graduação pela CAPES.
A Universidade Federal da Bahia, especificamente, pode vir a ser atingida nos seguintes itens:
1.      Recursos para o funcionamento e manutenção (custeio) da UFBA reduzidos em 19% na PLOA 2017 em relação ao ano de 2016, afetando serviços de limpeza, portaria, vigilância, transporte, etc.;
2.      Redução da ordem de 25,4% nos recursos de capital, inviabilizando a continuidade ou a conclusão de obras fundamentais para a Universidade, bem como a reposição de equipamentos de informática, elevadores, entre outros;
3.      Corte proposto no PROEXT-MEC de 49% para a UFBA, restringindo programas de extensão essenciais à formação de profissionais socialmente comprometidos;
4.      Corte de 2,7% em programas de assistência estudantil, que são essenciais e cuja demanda só pode ser crescente em uma universidade como a UFBA, que há 10 anos implantou uma ampla política de cotas e na qual 20% dos estudantes se encontram em situação de vulnerabilidade;
5.      Supressão da rubrica do Programa Mais Médicos, programa vinculado à manutenção dos hospitais universitários e à implantação de novas escolas médicas, visando a superar dificuldades da assistência pública à saúde e do SUS.
Nesse cenário, a regularização orçamentária alcançada pela UFBA ao início de 2016 será comprometida, o que tanto pode descontinuar iniciativas exitosas de nossa história, quanto comprometer nosso futuro como um lugar de realização dos valores universais de produção do conhecimento e de gestão democrática dos interesses públicos relacionados à formação de cidadãos, às ciências e às artes.
A Universidade Federal da Bahia tem hoje uma grande dimensão, com sua população de quase 50 mil pessoas, entre estudantes, docentes, técnicos e terceirizados. Além de polo de ensino, pesquisa e extensão de qualidade, a UFBA teve, no contexto da expansão do ensino superior público, expressivo aumento do número de estudantes de graduação, passando de 24.367 em 2008 para 33.798 em 2015, e de 3.116 para 5.379 estudantes de pós-graduação no mesmo período, tendo sido abertos vinte e nove cursos noturnos de graduação entre 2008 e 2015.
É um fato consabido que, em face dessa grande dimensão e do nosso compromisso com a qualidade acadêmica, o orçamento da UFBA encontra-se bastante defasado. Desse modo, tendo em conta esse aspecto e, ademais, os reajustes contratuais obrigatórios, a própria inflação, a necessidade de recursos para a conclusão de obras inacabadas ou em andamento, além das despesas adicionais decorrentes do funcionamento de novos prédios (a exemplo da recém-inaugurada Biblioteca de Ciências e Tecnologia Omar Catunda), a simples manutenção do atual teto orçamentário já implicaria uma restrição severa para a UFBA. Em sendo assim, se a mera manutenção do teto seria insuficiente, uma redução qualquer é inaceitável.
É verdade que enfrentamos contingenciamentos e cortes nos dois últimos anos. Enquanto estiveram vigentes, tiveram impacto bastante negativo; e a UFBA, com claro sucesso, lutou contra eles. Entretanto, um orçamento diminuído é algo mais grave, pois significa consolidar em lei o que antes fora circunstância adversa. Com isso, contratos de serviços continuados teriam que ser reajustados à disponibilidade orçamentária, o que poderá significar uma redução danosa e indesejável de serviços essenciais, defrontando-nos de modo abrupto e terminante com restrições fiscais talvez inamovíveis e cujo impacto, nesse caso, será de longa duração.
Há, porém, tempo hábil para reverter esse grave equívoco. A Reitoria da UFBA vem assim apelar aos parlamentares que vão examinar e decidir sobre essa matéria; vem apelar, em especial, aos parlamentares da bancada baiana, que tão bem conhecem a UFBA e as demais instituições federais de ensino do nosso Estado, de modo que, sensíveis à importância estratégica das universidades públicas, não permitam o comprometimento de conquistas da sociedade brasileira, nem que sejamos compelidos a soluções que atinjam os próprios fundamentos de nossa estrutura acadêmica e o cumprimento de nossa missão.
Nossa sociedade tem o dever de escapar às premissas desse dilema. Afinal, nossas instituições não podem ser constrangidas a fazer cortes que lhes sacrifiquem a qualidade ou lhes comprometam obrigações, nem devem ser levadas, à força, a saídas que maculem suas notas características mais essenciais, contidas no compromisso do Estado brasileiro com o ensino superior público, gratuito, inclusivo e de elevada qualidade.
Reitoria da Universidade Federal da Bahia
15 de agosto de 2016
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

Nota de repúdio do Fórum de Reitores das Universidades Estaduais da Bahia

Fórum de Reitores das Universidades Estaduais da Bahia vem a público repudiar O editorial de O Globo, publicado em 24/07/2016, intitulado Crise força o fim do injusto ensino superior gratuito. O texto sugere como solução inovadora de reequilíbrio dos cofres públicos no contexto da atual crise econômica do país “acabar com o ensino superior gratuito”, com a alegação de que as universidades públicas representam um grande ônus, do ponto de vista orçamentário. Ainda de acordo com o editorial, as universidades funcionam como forma de manutenção de injustiça social, uma vez que a maioria dos ingressantes é oriunda de classe social mais alta. O texto indica como medida de ingresso no que passaria a ser um “ensino superior público pago”, a fórmula “pagará quem puder, receberá bolsas quem não tiver condições para tal”. 
A argumentação falaciosa que sustenta este editorial reflete todo um sistema ideológico orientado, propositalmente, por uma perspectiva descontextualizada historicamente imediatista, pontual e limitada, portanto, a ser combatida. Este combate precisa se dar na firme e cotidiana defesa das universidades públicas brasileiras, asseguradas constitucionalmente em prol da educação superior pública, gratuita e de qualidade e por tudo o que esta representa na construção do país e em suas potências de transformação estrutural do cenário atual.
Não causa estranheza que diante de todas as reformas sociais estruturais a serem implantadas, o editorial tenha escolhido como medida de reequilíbrio dos cofres públicos a extinção da universidade pública e gratuita. São as universidades públicas e gratuitas que tem atuado, em coerência com seu histórico papel de formação e produção de conhecimentos, como sentinelas na vigília e publicização dos mecanismos de desmonte do Estado republicano de direito que interessa a lógica sobre a qual está assentado o oligopólio midiático brasileiro.
A essa lógica interessa refrear o processo de crescimento e consolidação das universidades públicas e gratuitas em substituição a um modelo instrumental de ensino, cuja primazia da pesquisa se orienta para fins que buscam resultados orientados pela dinâmica do “mercado de trabalho” e num cenário em que a extensão se esvazia de sentido, ao assumir uma pragmática assistencialista. Trata-se, assim, de adaptar a educação superior brasileira de modo a favorecer a sustentação da perspectiva neoliberal que dissolve os princípios da formação em troca de informações como mercadoria, em conformidade com a lógica de autorregulação do capital.
De modo óbvio e perverso, esta argumentação escamoteia as razões estruturais dos problemas brasileiros e converte a solução na causa dos problemas. É deste modo que, mesmo tendo-se conhecimento, pretende-se ignorar que o investimento na educação básica e a implementação de reformas importantes na educação são vias de ampliação de ingresso dos mais pobres nas universidades públicas. Também se ignora que reformas fundamentais, como a política, e a revisão dos investimentos públicos são causas de não se eleger a educação como via prioritária de desenvolvimento, portanto, causas, estas sim, de manutenção do status quo. São essas as questões que inviabilizam as universidades públicas e gratuitas de cumprirem a contento com sua missão de inclusão e formação ampla.
Esse mecanismo discursivo que toma a superfície como o todo e que desconsidera quaisquer contextos é compatível com a lógica fetichista do capital que esconde os processos de produção como forma de camuflar os seus efeitos de alienação estruturante. Ancorado neste pensamento, as universidades públicas passam a ser vistas como despesas; os salários dos servidores são considerados exorbitantes, pois são vistos pela métrica do “custo X benefício” e a noção de desenvolvimento é vista basicamente pelo prisma do crescimento econômico.
Fórum de Reitores das Universidades Estaduais da Bahia reafirma, assim, o seu repúdio a este editorial por entender, de acordo com seus princípios, o papel emancipatório da educação superior, que possibilita a formação de cidadãos e a sua ascensão, não somente na dimensão econômica, mas via participação política e atuação social.
Este Fórum entende que o caminho é a via oposta à orientação simplista deste editorial, o que significa investimento na educação básica, fundamental e na educação superior: qualificação dos seus servidores; aprimoramentos infraestruturais e de equipamentos; consolidação da pesquisa; revisão contextualizada e constante dos currículos; melhoria das condições para uma extensão que torne a universidade organicamente social; investimentos que ampliem as condições das universidades se tornarem populares, inclusivas e de qualidade.
Fórum de Reitores das Universidades Estaduais da Bahia defende esses princípios e, na crença da educação superior como caminho de transformação social, continuará atuando e se manifestando em prol do fortalecimento da Universidade PÚBLICA, de QUALIDADE e GRATUITA.

Adélia Maria Carvalho Pinheiro
Presidente do Fórum de Reitores
Reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)
Paulo Roberto Pinto Santos
Reitor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
José Bites de Carvalho
Reitor da Universidade do Estado da Bahia (UNEB)
Evandro do Nascimento Silva
Reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)
2 de agosto de 2016
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

UEFS: 5ª chamada da 2ª opção do ProSel 2016.1

A Coordenação de Seleção e Admissão da Universidade Estadual de Feira de Santana convoca em 5ª chamada da 2ª opção os candidatos aprovados no ProSel 2016.1



Feira de Santana, 01 de agosto de 2016
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza

UNEB: Saiu a segunda lista de espera do SISU. Confira!

A UNEB convoca para matrícula, em segunda chamada, os aprovados na lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (SISU), do Ministério da Educação (MEC), para ingresso no semestre letivo 2016.2, nos cursos de graduação presencial oferecidos pela universidade.
Os selecionados devem dirigir-se, nos dias 1º e 2 de agosto, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h, à coordenação acadêmica do curso em que foi selecionado para efetivar a matrícula.
O Sistema do MEC realiza a seleção dos inscritos de acordo com o desempenho que obtiveram no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015.
A Gerência de Seleção Discente da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) orienta os aprovados a ler com cuidado o edital de convocação e ter atenção com a data de matrícula e a documentação solicitada.
Informações: 0800 071 5000 e www.uneb.br/sisu.

Uneb
26 de julho de 2016
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

Após 60 anos de Grande Sertão: Veredas, distrito mineiro respira Guimarães Rosa



Do Cine Manuelzão, passando pelo restaurante Veredas até a Praça Uma Estória de Amor, a obra de Guimarães Rosa (1908-1967) preenche cada esquina de Andrequicé. No pequeno distrito do município de Três Marias (MG), a 280 quilômetros de Belo Horizonte, mesmo aqueles que nunca leram Grande Sertão: Veredas sabem relatar algum detalhe da aventura entre Riobaldo e Diadorim.



Agência Brasil
24 de julho de 2016
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza

"O Bom filho à casa torna"


Boa noite meus amigos! Depois de mais de seis meses voltei a postar neste blog. Os motivos foram dos mais diversos: casamento, filho, construção de casa, extenuante carga de trabalho, cursos de especialização/pós graduação, desilusão com a educação.... enfim! Melhor nem listar, para não relembrar e desistir novamente. 
No entanto, algumas coisas boas devemos resgatar e valorizar em nossas vidas. E uma delas, certamente, foi administrar esse blog. Para não desistir, coloquei como meta: não ter metas! Isso mesmo. Agora as postagens serão livres de expectativas de mudar o mundo. Quem gostar e tirar proveito disso, ótimo!
Então, estarei aqui postando sempre quando puder. Não mais diariamente, quando tinha tempo e pique para isto, mas semanalmente para trazer um balanço das notícias que tem haver com a proposta deste espaço. 

Abraços e boas leituras!
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza

IFBA: Abertas inscrições para Processo Seletivo 2017


A partir de 22 de julho, abrem as inscrições do Processo Seletivo 2017, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) aqui.
São oferecidas 3.943 vagas dos cursos técnicos nas formas integrada e subsequente, disponíveis em 19 cidades da Bahia: Barreiras, Brumado, Camaçari, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Ilhéus, Irecê, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso, Porto Seguro, Salvador, Santo Amaro, Seabra, Simões Filho, Valença, Vitória da Conquista.
Para ingressar nos cursos técnicos integrados, com formação de três a quatro anos, os candidatos precisam ter o ensino fundamental concluído ou estarem em vias de conclusão até a data de matrícula no IFBA. Todas as vagas terão aplicação de prova de questões objetivas (geografia, história, língua portuguesa e matemática) e redação.
Em relação aos cursos técnicos subsequentes, com duração média de dois anos, os candidatos devem ter concluído o ensino médio ou estarem em vias de conclusão até a data de matrícula no IFBA. Nessa forma, 50% das vagas têm aplicação de prova de questões objetivas (biologia, física, geografia, história, inglês ou espanhol, língua portuguesa, matemática e química) e redação, e 50% das vagas pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), através da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
As inscrições devem ser realizadas até 15 de setembro, exclusivamente pelo site, de acordo com as instruções estabelecidas nos editais. O valor da taxa de inscrição é R$ 30,00, que deve ser paga até o prazo estabelecido no boleto bancário.
Caso o candidato seja egresso de escola pública, é possível solicitar a isenção parcial da taxa de inscrição no período de 22 de julho a 18 de agosto e o valor pode ser reduzido em 90%, passando para R$ 3.
A data para aplicação da prova será no dia 20 de novembro, das 8h às 12h30.
Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail selecao2017@ifba.edu.br e telefones (71) 2102-0474 e 2102-0470.
Reserva de vagas
Como prevê a Lei nº 12.711/12, é possível que os egressos de escolas públicas concorram à reserva de 50% das vagas. Dentro dessa porcentagem, 50% são destinados aos que comprovarem renda bruta familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio.
Há ainda oportunidades pelas cotas sociais, com vagas para afrodescendentes, índios, índios descendentes e de outras etnias, conforme percentual indicado no último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os candidatos com deficiência têm reserva de 5% em relação ao total.
Nesses casos, é necessário entregar a documentação de acordo com as especificações do edital e do calendário.
Cursos superiores
Os candidatos interessados em concorrem a uma vaga dos cursos superiores do IFBA precisam participar do Enem e se inscrever através do Sistema de Seleção Unificada (SISU).
Ifba
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

UEFS: ATENÇÃO: quarta chamada da 2ª opção do ProSel 2016.1


Confira o resultado da quarta chamada da 2ª opção do ProSel 2016.1 


Uefs
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

UFOB: Mestrado em Ciências Ambientais seleciona novos estudantes


O Programa de Pós‐Graduação em Ciências Ambientais (PPGCA) da UFOB está com processo seletivo aberto para mestrado acadêmico. Neste ano, serão ofertadas 12 vagas para brasileiros e 1(uma) para estrangeiro, na área de concentração “Sustentabilidade no Cerrado” em duas linhas de pesquisa: “Tecnologias e manejo sustentáveis do Cerrado” e “Caracterização e diagnóstico de sistemas antrópicos e naturais”.
As inscrições devem ser realizadas, presencialmente, até o dia 5 de agosto, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h, na secretaria do PPGCA, no Pavilhão de Aulas 1, do Campus Reitor Edgard Santos, em Barreiras, ou por Sedex, com data da postagem não posterior ao último dia de inscrição.
Mais informações sobre a documentação exigida, as etapas, os critérios de avaliação e o cronograma do processo seletivo estão disponíveis no site do PPGCAou pelo telefone (77) 3614-3191.
Ufob
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

UFBA convoca classificados na 4ª chamada do SISU 2016.1 à matrícula


Os candidatos relacionados na quarta chamada do Processo Seletivo do Sistema de Seleção Unificada (SISU) para o primeiro semestre de 2016 (2016.1), na Universidade Federal da Bahia, devem efetivar matrícula nos próximos dias 26 e 27/07, segundo o Edital de Convocação, publicado pela Coordenação de Atendimento e de Registros Estudantis (CARE).  A documentação necessária também está definida no edital, publicado na Página de Ingresso – www.ingresso.ufba.br.
A matrícula para os candidatos selecionados para o Campus Salvador será realizada no Pavilhão de Aulas da Federação – PAF I da UFBA, localizado na Rua Barão de Jeremoabo, s/n – Ondina (acesso pelo 1º portão da Av. Ademar de Barros, no sentido Garibaldi - Orla), conforme horários e escalonamento de cursos definidos no Quadro de Escalonamento de Cursos, disponível no endereço acima.
Fonte: Ufba
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

Colégio Modelo é Campeão Geral das Olimpíadas Escolares de Xique-Xique 2015

O Colégio Modelo sagrou-se campeão das Olimpíadas Escolares do Município de Xique-Xique, ao vencer a maioria das modalidades disputadas. Handebol, Futsal, Society, Baleado, Volei, Atletismo e Ciclismo tiveram atletas do colégio sempre nas primeiras colocações. O resultado coroou o empenho dos atletas, bem como do Professor de Educação Física, Nailton Bonfim, que aceitou o desafio de treinar as várias modalidades ao longo do ano letivo.



1 de dezembro de 2015
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

UNEB inscreve para Vestibular 2016 até dia 13 de dezembro: 2.974 vagas


Os interessados poderão se inscrever até o dia 13 de dezembro e garantir participação no certame. A taxa de inscrição é de R$ 70.

Estão sendo disponibilizadas 2.974 vagas distribuídas em mais de 109 opções de cursos de graduação presenciais, oferecidas nos campi de Salvador e outras 23 cidades baianas.

Pioneira no país na implantação do sistema de cotas, a UNEB reserva 40% das vagas para candidatos negros da rede pública de ensino e 5% para indígenas, desde que atendam aos critérios de ter cursado todo o Ensino Fundamental II (5º ao 9º ano) ou equivalente (5ª a 8ª série) e todo o Ensino Médio única e exclusivamente em Escola Pública e possuir renda bruta familiar mensal inferior ou igual a quatro salários mínimos.

Para a reserva de 40% das vagas para negros é necessário que o candidato seja negro e se autodeclare como tal, conforme opções de autoclassificação étnico-racial constantes do formulário de inscrição deste Processo Seletivo.

Os candidatos indígenas precisam especificar a que comunidade étnica pertencem, conforme opções constantes do formulário de inscrição deste Processo Seletivo e comprovem a sua vinculação étnica por meio de declaração expedida por organização indígena devidamente reconhecida, ou seja, instituições civis de natureza formal, como associações, conselhos e outras, devidamente constituídas e registradas, e definidas em seus estatutos como indígenas, sejam de linhagem étnica, supra-étnica ou de caráter local e regional.

As provas estão previstas para serem aplicadas nos dias 6 e 7 de março. A relação de cursos, quadro de vagas, provas, normas e cronograma da seleção constam no edital do certame (ver retificação).

Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

Candidatos a diretores das escolas estaduais podem inscrever chapas


Os professores e coordenadores pedagógicos interessados em se candidatar para as eleições de dirigente escolar da rede estadual já podem inscrever chapas, desta terça a sexta-feira (1º a 4). Mais de dois milhões de pessoas estão aptas a escolher os gestores no pleito, que será realizado no próximo dia 10, simultaneamente, em todas as 1.369 unidades.

O Governo do Estado ampliou a participação dos estudantes e da família no processo eleitoral. “O Decreto Nº 16.385, de 26 de outubro de 2015, fortalece o processo da democracia participativa nas escolas da rede estadual”, afirma o secretário estadual da Educação, Osvaldo Barreto, convocando a sociedade para participar das eleições. Segundo ele, “todas as pesquisas indicam que a boa gestão e a participação das famílias são elementos fundamentais para a melhoria da educação”.

Os principais destaques do atual processo seletivo são a questão da valorização da experiência do gestor e a busca da maior participação da comunidade escolar e da família dos alunos. De acordo com o superintendente de Gestão da Informação Educacional da Secretaria da Educação, José Sérgio Carvalho, o gestor da unidade escolar pode se candidatar independentemente de quantos mandatos tenha exercido. 

Desta forma, enfatiza o superintendente, o Governo “está valorizando a experiência do professor que está à frente da unidade escolar há algum tempo. Além disso, ampliamos o quórum de participação dos estudantes e professores, de 30% para 50%, e demos um peso maior à participação dos alunos no pleito eleitoral, que tem o voto com 40% de peso de 40%”. Podem votar nas eleições os professores, coordenadores pedagógicos, servidores públicos em exercício na unidade escolar, estudantes a partir de 12 anos de idade com frequência regular e pais ou responsáveis.

A participação da família no processo eleitoral também ganha força nas eleições deste ano, sobretudo com a atuação do Colegiado Escolar, conselho formado pelo gestor, professores, funcionários, estudantes, pais, mães ou responsáveis pelos estudantes, que se reúnem mensalmente para colaborar com a melhoria da escola. “O Colegiado Escolar está ativo nesse processo de eleição do diretor, nós já estamos trabalhando ao longo do ano por meio do programa Educar para Transformar, que busca a maior inserção da família na escola”, enfatiza o superintendente.

Calendário para a segunda etapa

Inscrições de chapas – 1° a 4/12

Impugnação das inscrições - 5/12

Manifestação de chapas impugnadas - 6/12

Julgamento pela CSE e prazo de substituição do integrante da chapa impugnada - 7/12

Envio das chapas homologadas à Comissão de Acompanhamento Regional - 8/12

Propaganda eleitoral - 5 a 9/12

Processo seletivo (eleição) - 10/12

Divulgação do resultado - 11/12

Interposição de recursos - 11 e 12/12 (até às 18h)

Julgamento dos recursos - 13/12

Homologação dos resultados finais - Dezembro

Nomeação e posse – Dezembro de 2015 a janeiro de 2016


Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

Secretaria convoca professores aprovados na seleção Reda

Professores aprovados, por ordem de classificação, na seleção pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda) estão sendo convocados pela Secretaria Educação do Estado a comparecer às sedes dos Núcleos Regionais de Educação (NRE) dos municípios para os quais foram aprovados, até o próximo dia 15. Eles vão iniciar as atividades em sala de aula ainda neste semestre.
Os candidatos devem apresentar original e fotocópia de documentos como diploma, devidamente registrado, de conclusão do curso de nível superior para a função temporária que concorreu, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), carteira de identidade, CPF e certidão de nascimento ou de casamento, se for o caso. 
Também são exigidos os originais e as fotocópias do título de eleitor e dos comprovantes dos dois últimos pleitos ou certidão de quitação eleitoral fornecida pelo respectivo cartório eleitoral, declaração de bens, PIS/Pasep (caso seja inscrito), carteira de trabalho, comprovação da experiência profissional, conforme informado na Ficha de Inscrição Obrigatória, e três fotos 3x4.
As provas para o processo seletivo Reda foram realizadas no dia 26 de julho para mais de 30 mil candidatos. São 6.145 vagas, sendo 4.616 para a Educação Básica, 1.282 para a Educação Profissional e 247 para a Educação Indígena. Das vagas disponíveis, 30% são reservadas a candidatos negros e 5% a pessoas com deficiência. O edital da convocação pode ser acessado pelo Portal da Educação.

Tribuna da Bahia
8 de setembro de 2015
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

Estado realizará concurso público para mais de 7 mil professores

O Governo da Bahia, através da Secretaria da Administração, realizará concurso público para o provimento de 7.131 cargos de professores, do ensino fundamental e médio, no magistério público do estado, no primeiro semestre de 2016. Os aprovados vão substituir os 6.145 cargos de professores contratados por intermédio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Os demais cargos (986) irão suprir as vacâncias deixadas por professores que vão se aposentar em 2016.
O provimento dos 7.131 cargos para o magistério demonstra o compromisso do Governo do Estado em priorizar a contratação de servidores por intermédio de concurso público, em detrimento às contratações com vínculos precários. Este ano, a administração estadual já extinguiu cerca de 6 mil contratos de professores por meio da modalidade Prestação de Serviço Temporário (PST). Seis mil cargos de Reda estão sendo contratados provisoriamente, apenas até 2016, tempo necessário para lançamento do edital do concurso para 7.131 professores estatutários. 
O concurso também irá suprir a falta de professores em regiões onde existe dificuldade de provimento de vagas para determinadas disciplinas escolares. A contratação dos 7.131 professores resultará em um impacto financeiro para o estado de 138,4 milhões, com custeio de salários, no período de 12 meses. O valor evidencia o compromisso do Governo da Bahia com a educação e o esforço para manter os investimentos nessa área, mesmo diante do período de baixa arrecadação pelo qual passa o país. 
O Governo da Bahia vem adotando, desde início deste exercício, medidas estruturantes de implantação do programa Educar para Transformar, que vai garantir a excelência no ensino e o acesso a instituições públicas de qualidade para crianças, jovens e adultos.  Um das premissas é a valorização profissional dos professores e a sua formação continuada.
Promoção – Em junho deste ano, o governo estadual promoveu 23.927 professores do magistério público, do ensino médio e fundamental. A promoção resultou em um aumento médio de cerca de 7% nos vencimentos dos educadores e gerou um custo para o estado de R$ 36,7 milhões no exercício de 2015. Foram promovidos 551 coordenadores pedagógicos e 23.376 professores.  
O programa Educar para Transformar é baseado em cinco eixos básicos: colaboração entre Estado e municípios, fortalecimento da educação básica, educação profissional, parcerias com as escolas e a integração entre as famílias e as escolas. O eixo I está focado nos seguintes pontos: formação continuada de professores e coordenadores, produção e distribuição de livros didáticos e de livros de literatura infantil de autores baianos, assessoramento técnico e transferência de tecnologia, aula 100% e Currículo Bahia.
Para serem promovidos, os 23,9 mil educadores (professores e coordenadores) tiveram que passar pelo Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, realizado pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Com o curso, os profissionais da carreira do magistério puderam atualizar os conhecimentos e dominar conteúdos digitais educacionais, potencializando a melhoria no processo de ensino e de aprendizagem dos estudantes, conforme propõe o programa Educar para Transformar.
SAEB
O Governo da Bahia, por meio das Secretarias da Educação e da Administração (Saeb) , realizará concurso público para o provimento de 7.131 cargos de professores, do ensino fundamental e médio, no magistério público do Estado, no primeiro semestre de 2016. Os aprovados vão substituir os 6.145 cargos de professores contratados por intermédio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Os demais cargos (986) irão suprir as vacâncias deixadas por professores que vão se aposentar em 2016.

O provimento dos 7.131 cargos para o magistério demonstra o compromisso do Governo do Estado em priorizar a contratação de servidores por intermédio de concurso público, em detrimento às contratações com vínculos precários. Este ano, a administração estadual já extinguiu cerca de 6 mil contratos de professores por meio da modalidade Prestação de Serviço Temporário (PST). Seis mil cargos de Reda estão sendo contratados provisoriamente, apenas até 2016, tempo necessário para lançamento do edital do concurso para 7.131 professores estatutários.

O concurso também irá suprir a falta de professores em regiões onde existe dificuldade de provimento de vagas para determinadas disciplinas escolares. A contratação dos 7.131 professores resultará em um impacto financeiro para o Estado de R$ 138,4 milhões, com custeio de salários, no período de 12 meses. O valor evidencia o compromisso do Governo da Bahia com a educação e o esforço para manter os investimentos nessa área, mesmo diante do período de baixa arrecadação pelo qual passa o país.

Educar para transformar
O Governo da Bahia vem adotando, desde o início deste exercício, medidas estruturantes de implantação do programa Educar para Transformar. Uma das premissas é a valorização profissional dos professores e a sua formação continuada.

Em junho deste ano, o governo estadual promoveu 23.927 professores do magistério público, do ensino médio e fundamental. A promoção resultou em um aumento médio de cerca de 7% nos vencimentos dos educadores e gerou um custo para o estado de R$ 36,7 milhões no exercício de 2015. Foram promovidos 551 coordenadores pedagógicos e 23.376 professores.

Eixos
O programa Educar para Transformar é baseado em cinco eixos básicos: colaboração entre Estado e municípios, fortalecimento da educação básica, educação profissional, parcerias com as escolas e a integração entre as famílias e as escolas. O eixo I está focado nos seguintes pontos: formação continuada de professores e coordenadores, produção e distribuição de livros didáticos e de livros de literatura infantil de autores baianos, assessoramento técnico e transferência de tecnologia, aula 100% e Currículo Bahia.

Para serem promovidos, os 23,9 mil educadores - professores e coordenadores - tiveram que passar pelo Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, realizado pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Com o curso, os profissionais da carreira do magistério puderam atualizar os conhecimentos e dominar conteúdos digitais educacionais, potencializando a melhoria no processo de ensino e de aprendizagem dos estudantes, conforme propõe o programa Educar para Transformar.
Fonte: Saeb
- See more at: http://educadores.educacao.ba.gov.br/noticias/estado-realizara-concurso-publico-para-mais-de-7-mil-professores#sthash.yMEX2n4o.dpuf

O Governo da Bahia, por meio das Secretarias da Educação e da Administração (Saeb) , realizará concurso público para o provimento de 7.131 cargos de professores, do ensino fundamental e médio, no magistério público do Estado, no primeiro semestre de 2016. Os aprovados vão substituir os 6.145 cargos de professores contratados por intermédio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Os demais cargos (986) irão suprir as vacâncias deixadas por professores que vão se aposentar em 2016.

O provimento dos 7.131 cargos para o magistério demonstra o compromisso do Governo do Estado em priorizar a contratação de servidores por intermédio de concurso público, em detrimento às contratações com vínculos precários. Este ano, a administração estadual já extinguiu cerca de 6 mil contratos de professores por meio da modalidade Prestação de Serviço Temporário (PST). Seis mil cargos de Reda estão sendo contratados provisoriamente, apenas até 2016, tempo necessário para lançamento do edital do concurso para 7.131 professores estatutários.

O concurso também irá suprir a falta de professores em regiões onde existe dificuldade de provimento de vagas para determinadas disciplinas escolares. A contratação dos 7.131 professores resultará em um impacto financeiro para o Estado de R$ 138,4 milhões, com custeio de salários, no período de 12 meses. O valor evidencia o compromisso do Governo da Bahia com a educação e o esforço para manter os investimentos nessa área, mesmo diante do período de baixa arrecadação pelo qual passa o país.

Educar para transformar
O Governo da Bahia vem adotando, desde o início deste exercício, medidas estruturantes de implantação do programa Educar para Transformar. Uma das premissas é a valorização profissional dos professores e a sua formação continuada.

Em junho deste ano, o governo estadual promoveu 23.927 professores do magistério público, do ensino médio e fundamental. A promoção resultou em um aumento médio de cerca de 7% nos vencimentos dos educadores e gerou um custo para o estado de R$ 36,7 milhões no exercício de 2015. Foram promovidos 551 coordenadores pedagógicos e 23.376 professores.

Eixos
O programa Educar para Transformar é baseado em cinco eixos básicos: colaboração entre Estado e municípios, fortalecimento da educação básica, educação profissional, parcerias com as escolas e a integração entre as famílias e as escolas. O eixo I está focado nos seguintes pontos: formação continuada de professores e coordenadores, produção e distribuição de livros didáticos e de livros de literatura infantil de autores baianos, assessoramento técnico e transferência de tecnologia, aula 100% e Currículo Bahia.

Para serem promovidos, os 23,9 mil educadores - professores e coordenadores - tiveram que passar pelo Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, realizado pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Com o curso, os profissionais da carreira do magistério puderam atualizar os conhecimentos e dominar conteúdos digitais educacionais, potencializando a melhoria no processo de ensino e de aprendizagem dos estudantes, conforme propõe o programa Educar para Transformar.
Fonte: Saeb
- See more at: http://educadores.educacao.ba.gov.br/noticias/estado-realizara-concurso-publico-para-mais-de-7-mil-professores#sthash.yMEX2n4o.dpuf

O Governo da Bahia, por meio das Secretarias da Educação e da Administração (Saeb) , realizará concurso público para o provimento de 7.131 cargos de professores, do ensino fundamental e médio, no magistério público do Estado, no primeiro semestre de 2016. Os aprovados vão substituir os 6.145 cargos de professores contratados por intermédio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Os demais cargos (986) irão suprir as vacâncias deixadas por professores que vão se aposentar em 2016.

O provimento dos 7.131 cargos para o magistério demonstra o compromisso do Governo do Estado em priorizar a contratação de servidores por intermédio de concurso público, em detrimento às contratações com vínculos precários. Este ano, a administração estadual já extinguiu cerca de 6 mil contratos de professores por meio da modalidade Prestação de Serviço Temporário (PST). Seis mil cargos de Reda estão sendo contratados provisoriamente, apenas até 2016, tempo necessário para lançamento do edital do concurso para 7.131 professores estatutários.

O concurso também irá suprir a falta de professores em regiões onde existe dificuldade de provimento de vagas para determinadas disciplinas escolares. A contratação dos 7.131 professores resultará em um impacto financeiro para o Estado de R$ 138,4 milhões, com custeio de salários, no período de 12 meses. O valor evidencia o compromisso do Governo da Bahia com a educação e o esforço para manter os investimentos nessa área, mesmo diante do período de baixa arrecadação pelo qual passa o país.

Educar para transformar
O Governo da Bahia vem adotando, desde o início deste exercício, medidas estruturantes de implantação do programa Educar para Transformar. Uma das premissas é a valorização profissional dos professores e a sua formação continuada.

Em junho deste ano, o governo estadual promoveu 23.927 professores do magistério público, do ensino médio e fundamental. A promoção resultou em um aumento médio de cerca de 7% nos vencimentos dos educadores e gerou um custo para o estado de R$ 36,7 milhões no exercício de 2015. Foram promovidos 551 coordenadores pedagógicos e 23.376 professores.

Eixos
O programa Educar para Transformar é baseado em cinco eixos básicos: colaboração entre Estado e municípios, fortalecimento da educação básica, educação profissional, parcerias com as escolas e a integração entre as famílias e as escolas. O eixo I está focado nos seguintes pontos: formação continuada de professores e coordenadores, produção e distribuição de livros didáticos e de livros de literatura infantil de autores baianos, assessoramento técnico e transferência de tecnologia, aula 100% e Currículo Bahia.

Para serem promovidos, os 23,9 mil educadores - professores e coordenadores - tiveram que passar pelo Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, realizado pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Com o curso, os profissionais da carreira do magistério puderam atualizar os conhecimentos e dominar conteúdos digitais educacionais, potencializando a melhoria no processo de ensino e de aprendizagem dos estudantes, conforme propõe o programa Educar para Transformar.
Fonte: Saeb
- See more at: http://educadores.educacao.ba.gov.br/noticias/estado-realizara-concurso-publico-para-mais-de-7-mil-professores#sthash.yMEX2n4o.dpuf

O Governo da Bahia, por meio das Secretarias da Educação e da Administração (Saeb) , realizará concurso público para o provimento de 7.131 cargos de professores, do ensino fundamental e médio, no magistério público do Estado, no primeiro semestre de 2016. Os aprovados vão substituir os 6.145 cargos de professores contratados por intermédio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Os demais cargos (986) irão suprir as vacâncias deixadas por professores que vão se aposentar em 2016.

O provimento dos 7.131 cargos para o magistério demonstra o compromisso do Governo do Estado em priorizar a contratação de servidores por intermédio de concurso público, em detrimento às contratações com vínculos precários. Este ano, a administração estadual já extinguiu cerca de 6 mil contratos de professores por meio da modalidade Prestação de Serviço Temporário (PST). Seis mil cargos de Reda estão sendo contratados provisoriamente, apenas até 2016, tempo necessário para lançamento do edital do concurso para 7.131 professores estatutários.

O concurso também irá suprir a falta de professores em regiões onde existe dificuldade de provimento de vagas para determinadas disciplinas escolares. A contratação dos 7.131 professores resultará em um impacto financeiro para o Estado de R$ 138,4 milhões, com custeio de salários, no período de 12 meses. O valor evidencia o compromisso do Governo da Bahia com a educação e o esforço para manter os investimentos nessa área, mesmo diante do período de baixa arrecadação pelo qual passa o país.

Educar para transformar
O Governo da Bahia vem adotando, desde o início deste exercício, medidas estruturantes de implantação do programa Educar para Transformar. Uma das premissas é a valorização profissional dos professores e a sua formação continuada.

Em junho deste ano, o governo estadual promoveu 23.927 professores do magistério público, do ensino médio e fundamental. A promoção resultou em um aumento médio de cerca de 7% nos vencimentos dos educadores e gerou um custo para o estado de R$ 36,7 milhões no exercício de 2015. Foram promovidos 551 coordenadores pedagógicos e 23.376 professores.

Eixos
O programa Educar para Transformar é baseado em cinco eixos básicos: colaboração entre Estado e municípios, fortalecimento da educação básica, educação profissional, parcerias com as escolas e a integração entre as famílias e as escolas. O eixo I está focado nos seguintes pontos: formação continuada de professores e coordenadores, produção e distribuição de livros didáticos e de livros de literatura infantil de autores baianos, assessoramento técnico e transferência de tecnologia, aula 100% e Currículo Bahia.

Para serem promovidos, os 23,9 mil educadores - professores e coordenadores - tiveram que passar pelo Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, realizado pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Com o curso, os profissionais da carreira do magistério puderam atualizar os conhecimentos e dominar conteúdos digitais educacionais, potencializando a melhoria no processo de ensino e de aprendizagem dos estudantes, conforme propõe o programa Educar para Transformar.
Fonte: Saeb
- See more at: http://educadores.educacao.ba.gov.br/noticias/estado-realizara-concurso-publico-para-mais-de-7-mil-professores#sthash.yMEX2n4o.dpuf
O Governo da Bahia, por meio das Secretarias da Educação e da Administração (Saeb) , realizará concurso público para o provimento de 7.131 cargos de professores, do ensino fundamental e médio, no magistério público do Estado, no primeiro semestre de 2016. Os aprovados vão substituir os 6.145 cargos de professores contratados por intermédio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Os demais cargos (986) irão suprir as vacâncias deixadas por professores que vão se aposentar em 2016.

O provimento dos 7.131 cargos para o magistério demonstra o compromisso do Governo do Estado em priorizar a contratação de servidores por intermédio de concurso público, em detrimento às contratações com vínculos precários. Este ano, a administração estadual já extinguiu cerca de 6 mil contratos de professores por meio da modalidade Prestação de Serviço Temporário (PST). Seis mil cargos de Reda estão sendo contratados provisoriamente, apenas até 2016, tempo necessário para lançamento do edital do concurso para 7.131 professores estatutários.

O concurso também irá suprir a falta de professores em regiões onde existe dificuldade de provimento de vagas para determinadas disciplinas escolares. A contratação dos 7.131 professores resultará em um impacto financeiro para o Estado de R$ 138,4 milhões, com custeio de salários, no período de 12 meses. O valor evidencia o compromisso do Governo da Bahia com a educação e o esforço para manter os investimentos nessa área, mesmo diante do período de baixa arrecadação pelo qual passa o país.

Educar para transformar
O Governo da Bahia vem adotando, desde o início deste exercício, medidas estruturantes de implantação do programa Educar para Transformar. Uma das premissas é a valorização profissional dos professores e a sua formação continuada.

Em junho deste ano, o governo estadual promoveu 23.927 professores do magistério público, do ensino médio e fundamental. A promoção resultou em um aumento médio de cerca de 7% nos vencimentos dos educadores e gerou um custo para o estado de R$ 36,7 milhões no exercício de 2015. Foram promovidos 551 coordenadores pedagógicos e 23.376 professores.

Eixos
O programa Educar para Transformar é baseado em cinco eixos básicos: colaboração entre Estado e municípios, fortalecimento da educação básica, educação profissional, parcerias com as escolas e a integração entre as famílias e as escolas. O eixo I está focado nos seguintes pontos: formação continuada de professores e coordenadores, produção e distribuição de livros didáticos e de livros de literatura infantil de autores baianos, assessoramento técnico e transferência de tecnologia, aula 100% e Currículo Bahia.

Para serem promovidos, os 23,9 mil educadores - professores e coordenadores - tiveram que passar pelo Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, realizado pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Com o curso, os profissionais da carreira do magistério puderam atualizar os conhecimentos e dominar conteúdos digitais educacionais, potencializando a melhoria no processo de ensino e de aprendizagem dos estudantes, conforme propõe o programa Educar para Transformar.
Fonte: Saeb
- See more at: http://educadores.educacao.ba.gov.br/noticias/estado-realizara-concurso-publico-para-mais-de-7-mil-professores#sthash.yMEX2n4o.dpuf
O Governo da Bahia, por meio das Secretarias da Educação e da Administração (Saeb) , realizará concurso público para o provimento de 7.131 cargos de professores, do ensino fundamental e médio, no magistério público do Estado, no primeiro semestre de 2016. Os aprovados vão substituir os 6.145 cargos de professores contratados por intermédio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Os demais cargos (986) irão suprir as vacâncias deixadas por professores que vão se aposentar em 2016.

O provimento dos 7.131 cargos para o magistério demonstra o compromisso do Governo do Estado em priorizar a contratação de servidores por intermédio de concurso público, em detrimento às contratações com vínculos precários. Este ano, a administração estadual já extinguiu cerca de 6 mil contratos de professores por meio da modalidade Prestação de Serviço Temporário (PST). Seis mil cargos de Reda estão sendo contratados provisoriamente, apenas até 2016, tempo necessário para lançamento do edital do concurso para 7.131 professores estatutários.

O concurso também irá suprir a falta de professores em regiões onde existe dificuldade de provimento de vagas para determinadas disciplinas escolares. A contratação dos 7.131 professores resultará em um impacto financeiro para o Estado de R$ 138,4 milhões, com custeio de salários, no período de 12 meses. O valor evidencia o compromisso do Governo da Bahia com a educação e o esforço para manter os investimentos nessa área, mesmo diante do período de baixa arrecadação pelo qual passa o país.

Educar para transformar
O Governo da Bahia vem adotando, desde o início deste exercício, medidas estruturantes de implantação do programa Educar para Transformar. Uma das premissas é a valorização profissional dos professores e a sua formação continuada.

Em junho deste ano, o governo estadual promoveu 23.927 professores do magistério público, do ensino médio e fundamental. A promoção resultou em um aumento médio de cerca de 7% nos vencimentos dos educadores e gerou um custo para o estado de R$ 36,7 milhões no exercício de 2015. Foram promovidos 551 coordenadores pedagógicos e 23.376 professores.

Eixos
O programa Educar para Transformar é baseado em cinco eixos básicos: colaboração entre Estado e municípios, fortalecimento da educação básica, educação profissional, parcerias com as escolas e a integração entre as famílias e as escolas. O eixo I está focado nos seguintes pontos: formação continuada de professores e coordenadores, produção e distribuição de livros didáticos e de livros de literatura infantil de autores baianos, assessoramento técnico e transferência de tecnologia, aula 100% e Currículo Bahia.

Para serem promovidos, os 23,9 mil educadores - professores e coordenadores - tiveram que passar pelo Curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, realizado pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Com o curso, os profissionais da carreira do magistério puderam atualizar os conhecimentos e dominar conteúdos digitais educacionais, potencializando a melhoria no processo de ensino e de aprendizagem dos estudantes, conforme propõe o programa Educar para Transformar.
Fonte: Saeb
- See more at: http://educadores.educacao.ba.gov.br/noticias/estado-realizara-concurso-publico-para-mais-de-7-mil-professores#sthash.yMEX2n4o.dpuf
Posted by Marcus Vinicius Cunha de Souza
Tag :

Postagem em destaque

"O Bom filho à casa torna"

Boa noite meus amigos! Depois de mais de seis meses voltei a postar neste blog. Os motivos foram dos mais diversos: casamento, filho, co...

Perfil

Minha foto
Marcus Vinicius Cunha de Souza
Visualizar meu perfil completo

Frases

Poesia do Dia

Total de visualizações

Imagem do Dia

Seguidores Facebook

Seguidores

Seguidores G+

Concursos

Colégio Modelo de Xiquexique. Tecnologia do Blogger.

- Copyright © Colégio Modelo de Xiquexique -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -